Márcia Lia quer levar projeto “Formigueiro” para interior do estado

14 NOV 2016
14 de Novembro de 2016

Projeto contém material para reflexões e debates sobre temas importantes da vida nacional

A deputada estadual Márcia Lia quer expandir o projeto de formação popular “Formigueiro” para o interior de São Paulo. Ainda piloto no estado, o projeto, organizado pela CUT (Central Única dos Trabalhadores) em parceria com diversos movimentos sociais, visa retomar o modelo já utilizado nas décadas de 80 e 90 de formação política e para a cidadania.

Na tarde desta quinta-feira, dia 10, a parlamentar esteve com a secretária Nacional de Formação, Conceição Oliveira, para conhecer melhor a proposta do Formigueiro e se colocar à disposição para levar as discussões para regiões como Araraquara, Ribeirão Preto, Marília, Bauru e Presidente Prudente. “Temos percorrido várias cidades do interior e dialogado muito com lideranças políticas, comunitárias e sindicais. O que temos sentido é que as pessoas estão querendo contribuir com as reflexões e debates. Penso que o projeto vai ao encontro dos anseios da população”, destacou Márcia Lia.

A secretária de Formação da CUT apresentou a deputada o kit de formação popular que contém um itinerário formativo (o caderno do formador) e um caderno formativo (do educando), além de um pen drive com materiais de divulgação e vídeos das canções que fazem parte do Formigueiro. A ideia, ao unificar tantas mãos, é construir uma proposta atemporal e que possa ser utilizada em espaços como associações de bairro, igrejas e escolas.

“Foi um imenso prazer conhecer o projeto. Fiquei impressionada com o material gráfico que, além de ser muito bonito e didático, apresenta um conteúdo riquíssimo sobre nossa história e os direitos cidadãos”, pontuou a deputada.

O programa Formigueiro é organizado em ciclos e propõe quatro encontros em cada estação do ano. Na Primavera, época de florescer ideias, os debates tratarão do direito à educação, à saúde, ao transporte público e à moradia. A proposta ainda estimula a realização de atividades culturais durante os “encontros pedagógicos”.

O projeto conta com a parceria da Marcha Mundial de Mulheres (MMM), o Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST), a Mídia Ninja, o Movimento Nacional de Direitos Humanos (MNDH) e a União Nacional dos Estudantes (UNE), Rede Unida e Mobilis.

 

Plenárias regionais

A deputada propôs aliar o Formigueiro com a proposta da Subcomissão presidida por ela na Assembleia Legislativa de percorrer todas as regiões do estado, em audiências públicas, para debater a atualização do Programa Estadual de Direitos Humanos. No dia 13 de fevereiro, movimentos sociais, ONGs, associações, militantes e ativistas vão se reunir num grande Seminário para estabelecer cronogramas e metodologia das audiências. A ideia é discutir direitos humanos em cada uma das 20 regiões administrativas.

“Parabéns à CUT São Paulo pela retomada desse importante instrumento reflexão e formação. Um trabalho, de fato de formiguinhas. Nossa ideia é aliar o projeto à nossa proposta de plenárias regionais pelo estado para debate e atualização Programa Estadual de Direitos Humanos. Serão momentos fundamentais para que possamos discutir o momento que estamos vivendo, de grande retrocesso em direitos fundamentais conquistados, e de que forma podemos intervir”, disse.

Assessoria de Comunicação da deputada estadual Márcia Lia

(16) 3311-1300 (Araraquara) 
(11) 3886-6604 (São Paulo)
(16) 99786-7251 / (16) 99633-6320 / (16) 99766-4080
Voltar


Copyright © 2011 ONLINE PRODUÇÃO -   Todos os direitos reservados. O conteúdo deste site não pode ser copiado de forma diferente da referência individual comercial com todos os direitos autorais ou outras notas de propriedade retidas, e depois, não pode ser reproduzido ou de outra forma distribuído. Exceto quando expressamente proibido acima, você não deve de outra forma copiar, mostrar, baixar, distribuir, modificar, reproduzir, republicar ou retransmitir qualquer informação  contidos neste site ou qualquer parte deste em qualquer meio eletrônico ou em disco rígido, ou criar qualquer trabalho derivado com base nessas imagens, texto ou documentos, sem o consentimento expresso por escrito da ON LINE - Produção.